32º Semana do tempo comum – 2018

Domingo, 11 de Novembro.

No evangelho de São Marcos, é narrada a parábola da viúva que depositou duas moedas no cofre do templo, já os ricos depositavam somente o que sobrava, enquanto a viúva depositou tudo o que tinha. Para Deus, a viúva foi quem mais doou.

Deus não quer que doemos tudo o que temos se faltar para nosso sustento, ou para o sustento de nossos filhos porque quem serve aos filhos, serve a Deus; Deus quer que demonstremos nosso agradecimento através da doação.

Na homilia Pe. Manoel contou a estória de um mendigo que se encontrou com Jesus. Quando se aproximou dele, Jesus lhe pediu um pedaço de pão porque tinha fome, e o mendigo se ofendeu achando que era obrigação de Jesus o alimentar; mesmo assim o mendigo lhe deu a metade do único pão que guardava em seu bolso – Jesus o agradeceu e se sentiu satisfeito. Quando o mendigo sentiu fome e retirou de seu bolso a metade do pão para comer, este se transformou em ouro. Se o mendigo tivesse doado para Jesus mais da metade de seu pão, mais da metade se transformaria em ouro.

Neste dia, também tivemos a graça de presenciarmos o batizado de Charlote quem nos concedeu a graça de recebermos mais um membro na Comunidade e Família Real Cristã.

This will close in 0 seconds