4º Domingo do Tempo Comum – 2022


Domingo, 30 de janeiro.

No evangelho do domingo passado, Jesus anunciou na Sinagoga: “O Espirito do Senhor está sobre mim, Ele me ungiu para anunciar a boa nova aos pobres e hoje se cumpriram estas palavras”. As pessoas ao ouvirem isto, em vez de se alegrarem, ficaram furiosas e tentaram jogar Jesus precipício abaixo.

A primeira leitura de hoje fala do profeta Jeremias que viveu mais ou menos 700 anos antes de Cristo, momento em que Israel está prestes a ser invadido e arrasado pela Babilônia. E antes da invasão, Jeremias tem que chamar a atenção do Rei de Israel e dizer a ele para não fazer aliança com o próprio inimigo. O rei de Israel não deu ouvidos a Jeremias e este foi preso, mas depois foge para o Egito e ali ele é morto pelos próprios Judeus. Mas Jeremias foi fiel à palavra de Deus até o fim, anunciando a boa nova. No momento em que Jeremias fica com medo de sua missão ele clama a Deus: “Tu me seduzistes Senhor e me deixei seduzir, e agora todos me perseguem.”

Quantas vezes não passamos por situações onde questionamos Deus, dizendo: “Senhor onde o Senhor estava que me deixou fazer aquilo? por que você permitiu isso na minha vida e na vida da minha família?” E a gente fica decepcionado com Deus. Jeremias também passou por esta situação. Porque isso é humano, é a nossa dimensão humana que ainda não entende o propósito de Deus em nossas vidas e em sua plenitude.

E Jeremias mesmo no momento de tribulação em sua vida, toma consciência e diz a Deus: “O Senhor é meu Deus, não existe outro Deus em minha vida a não ser você, perdoe pelas minhas palavras.” E Deus diz a Jeremias: “Eu te darei forças e farei de ti uma muralha, uma parede de bronze diante de teus inimigos! E se você acreditar em mim, você será forte; mas se você tiver medo, eles te dominarão.” Essas palavras também podem ser interpretadas no nosso dia a dia quando passamos por tribulações como problemas financeiros, problemas de relacionamento, etc.

Se confiarmos em Deus, seremos fortes, é isso que Deus espera de nós. “O Senhor é meu pastor e nada me faltará!” Os homens do antigo testamento sabiam muito bem quem era Deus porque eles tinham vivido estas situações de tribulações, as escrituras não falam de uma coisa ideal, e sim de uma coisa real que o povo viveu, como o sofrimento, a amargura, a perseguição, etc. Mas este povo continuou fiel a Deus e Deus fiel a este povo.

A Babilônia, o antigo Egito, a Síria, a Pérsia, o império romano e o império Grego já não existem mais, mas o povo de Israel existe até hoje porque foi um povo fiel e Deus cuidou dele. Embora passamos por situações adversas, por situações que não entendemos, devemos sempre olhar para a Cruz e ali perceber que Deus nunca nos abandonou e nunca vai nos abandonar.

AVISOS:

Link para a inscrição da catequese: https://forms.gle/m8UTzETeayWRw7eW9

1º Domingo do Advento – 2019


Domingo, 1 de Dezembro.

Neste dia padre Manoel ressaltou em sua homilia a importância do Mistério Pascal e como a Igreja Católica distribuiu ao longo do ano um ciclo que vai desde o nascimento de Jesus até sua morte e ressurreição na Páscoa. O centro do ano litúrgico é a Pascoa, portanto nossa vida cristã está alicerçada no Mistério Pascal. Por isso a importância da imagem de Jesus Cristo na Cruz na qual se celebra na missa o mistério Pascal de nosso Senhor Jesus Cristo. E devemos sempre lembrar que este gesto glorioso de amor nos salvou; pois fazer memória, significa trazer ao presente aquilo que foi realizado na história.

O advento nos recorda dois fatos: o início do ano litúrgico e a vigilância, pois este se trata da segunda vinda de Cristo que pode ser a qualquer momento. Esta vinda é uma grande alegria para nós cristãos pois Jesus nos tirará da morte e do pecado. Mas quem não cultivou bons frutos nesta vida, não terá com que se alegrar, pois somente com Jesus teremos a graça de colher os bons frutos que cultivamos através da obediência e sacrifício.

Jesus nos chama a atenção para colocarmos as coisas em seu devido lugar, como por exemplo a família. A família é mais importante que o trabalho e Deus é mais importante que a família e depois do trabalho vêm os prazeres. Despojemo-nos das obras das trevas: do egoísmo, mentira, ódio, falta de perdão, injustiças, apegos, vinganças etc. E propusemos-nos, que a partir deste ano litúrgico, a voltarmos às obras da luz para que sejamos luz no Mundo.


Entrega do certificado de conclusão do Curso de Catequese – Formandos 2019

AVISOS:

No próximo domingo encerraremos nossas atividades na comunidade.
Será nossa última missa do ano!
Retornaremos, se Deus quiser, dia 25/01/2020!!

17ª Semana do Tempo Comum – 2019


Domingo, 28 de Julho.

Oração. Os discípulos de Jesus pediram para ensiná-los a rezarem.


Neste dia também tivemos a alegria de participar da Missa de Envio de Giovanna a Portugal.

Giovanna participou da Pastoral dos Coroinhas por muito tempo e atualmente ela participa do Ministério de Música através do canto. Agora ela recebeu a oportunidade de cursar faculdade em Portugal.

A Célia, em seu discurso, disse à Giovana que são três os sentimentos de envio:

Primeiro Sentimento: A Saudade – quando nossas almas estão ligadas, e se permanecem ligadas, significa que estarão sempre juntas na oração e na comunhão.

O Segundo Sentimento: O Medo, a Ansiedade – O senhor é a minha luz e salvação, a quem temerei? pois Ele sempre estará entre nós.

O Terceiro Sentimento: A Alegria – por receber esta oportunidade de Deus para fazer faculdade naquele país, levando toda a bagagem que adquiriu aqui ao longo dos anos, através da educação de seus pais e dos ensinamentos de Deus (que não é pouca).

Quanto aos pais: Não se preocupem, pois quando não podemos ir juntos com nossos filhos, Nossa Senhora vai e ela cuida.

A comunidade São paulo Apóstolo, através da Célia, presenteou Giovanna com uma linda corrente com a imagem de Nossa Senhora.


AVISOS:

A paz irmãos!
A pastoral do Quilo vem agradecer a todos pela partilha de alimentos em nossa comunidade e lembrar que 40 famílias carentes são atendidas mensalmente.

No próximo final de semana, em todas as missas, haverá um membro da pastoral para receber as doações do quilo. Este mês estamos com mais necessidade de arroz, leite em pó ou longa vida, café, biscoito e papel higiênico. Lembramos que quem não puder levar sua doação nas missas, pode deixa-la durante a semana na secretaria da paróquia.

Se desejar, você pode ser tornar um doador mensal fixo de um quilo ou até mesmo de uma cesta básica completa. E ainda, você será muito bem-vindo a participar da pastoral.

Mais informações com os membros da pastoral ao final das missas ou pelo e-mail: [email protected]. Nossa gratidão e que Deus abençoe vocês. Equipe Pastoral do Quilo

Lembrando que, para a Romaria a Aparecida no dia 18/08 é necessário reservar o lugar com a Rozilda e o valor é só o custo do ônibus: R$ 50,00. Nesse dia, além de estarmos em comunhão com nossa diocese, é um momento de oração e união com os irmãos da Paróquia.