29º Domingo do Tempo Comum – 2023



Domingo, 22 de outubro.

“Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.”

No tempo de Jesus, Deus proibiu os judeus de fazerem imagens, então a moeda daquela época não podia entrar no templo porque tinha a imagem de César. César era considerado Deus para os Romanos, então os fariseus perguntaram a Jesus se era lícito pagar o imposto a César.

E Jesus lhes responde: “Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.” Para Deus o dinheiro não define nada, o que define é o que há nos corações das pessoas, mas infelizmente para o mundo é o contrário, vivemos em um mundo hipócrita onde quem manda é o dinheiro.

Não que o dinheiro não seja importante, pois precisamos dele para nos manter e manter nossa família, por exemplo. Mas se somos de Deus não devemos pensar como o mundo.

No evangelho deste domingo Jesus está diante de fariseus e herodianos que se odiavam, mas se uniram para testar Jesus Cristo, que lhes chama de hipócritas. A palavra hipócrita vem do grego onde os atores usavam uma máscara para representar no teatro.

Hipócrita é uma pessoa falsa, Jesus quer alertar aqueles povos para tomarem cuidado em idolatrarem o dinheiro porque não é certo servir a dois senhores, ou seja, a Deus e ao dinheiro. Hoje estamos vendo o mundo se desmoronar por causa disso.

A humanidade chegou ao ponto de destruir a vida de famílias a todo custo, não importa se são crianças ou idosos e tudo por causa dos negócios. Deus deu ao homem o poder de dominar os animais e a natureza, mas dominar significa cuidar, zelar e não exterminar.

Infelizmente o mundo nos catequizou para sermos dotados de bens, caso contrário não somos dignos. No entanto, só existe um único Deus: “O Senhor é o teu Deus e Ele é um!” E nossa vida é dom de Deus, por isso devemos agradecê-lo quando nos levantamos de manhã por Ele nos ter dado mais um dia de vida.

Quando caímos nesse engano de idolatria nos tornamos escravos, e não só escravos do dinheiro, como também do lazer, que muitas vezes o praticamos antes mesmo de cumprir nossos deveres, pois não seremos dignos de alcançarmos uma graça esperada sem antes fizermos sacrifícios.

Deus lhe dará tudo se, e somente se, você aprender a colocá-lo como prioridade em sua vida. Deus não ajuda quem cai na idolatria, e a preguiça também pode ser uma delas. Deus só ajuda aquele que se coloca a serviço de Deus.

A maior graça que Deus nos deu foi ter nos dados seu filho, que se fez homem e morreu por nós para redimir nossos pecados, para com isso não cairmos na escravidão do pecado e da idolatria.

Que a liturgia seja para nós a palavra Eucarística, que quer dizer ação de graças, ou seja, devemos ser gratos a Deus por tudo aquilo que Ele realiza em nossas vidas, inclusive nos momentos de dificuldades, pois Deus nos dará capacidades de superá-las.

A atitude de gratidão gera boa saúde ao ser-humano, portanto gentileza gera gentileza!

Artigo baseado na homilia de
Pe. Manoel Corrêa Viana Neto.
Diocese de Campo Limpo,
São Paulo – SP.

AVISOS:

acolhida

This will close in 0 seconds